quarta-feira, 7 de março de 2012

"O Patinho Feio"


Ontem  dia 06/03 todos extra classes voltaram com suas aulas  normais.
Eu com aula de Artes Visuais, ganhei uma sala só para mim, rsrsrsr. 
E o Projeto Pedagógico da escola desse ano fala sobre: "Era uma vez...Identidade e os contos de Fadas".
E cada professor teve que escolher um conto para enfeitar sua sala de aula, eu  escolhi,  "O Patinho Feio". Claro que não vou trabalhar só essa história,  terei que fazer uma atividade com eles a cada conto trabalhado em sala de aula, postarei  para vocês esse trabalho. Abaixo fiz uma mini maquete do lago do cisne, dito que foi feito com sobra de papéis, genteeeeeeeee! detesto ver papel no lixo, detesto desperdício, morro de pena  jogar pedacinho de papel no lixo, penso que sempre pode servir... coisa  de maluca né?
Bem espero que gostem desse post, aos poucos irei dobrando coisas novas para enfeitar mais a sala.
Não esqueça de deixar seu comentário, beijocas !!!

O Patinho Feio


Era uma vez ...

Uma patinha que teve quatro patinhos muito lindos, porém quando nasceu o último, a patinha exclamou espantada:
- Meu Deus, que patinho tão feio!
Quando a mãe pata nadava com os filhos, todos os animais da quinta olhavam para eles:
- Que pato tão grande e tão feio! 
Os irmãos tinham vergonha dele e gritavam-lhe:
- Vai-te embora porque é por tua causa que toda a gente está a olhar para nós!
Afastou-se tanto que deu por si na outra margem. De repente, ouviram-se uns tiros. O Patinho Feio observou como um bando de gansos se lançava em voo. O cão dos caçadores persegui-o furioso.
Conseguiu escapar do cão mas não tinha para onde ir, não deixava de andar. Finalmente o Inverno chegou. Os animais do bosque olhavam para ele cheios de pena.
- Onde é que irá o Patinho Feio com este frio? Não parava de nevar. Escondeu-se debaixo de uns troncos e foi ali que uma velhinha com um cãozinho o encontrou.
- Pobrezinho! Tão feio e tão magrinho!
E levou-o para casa.
Lá em casa, trataram muito bem dele. Todos, menos um gatinho cheio de ciúmes, que pensava: "Desde que este patucho está aqui, ninguém me liga".
Voltou a Primavera. A velha cansou-se dele, porque não servia para nada: não punha ovos e além disso comia muito, porque estava a ficar muito grande.
O gato então aproveitou a ocasião.
- Vai-te embora! Não serves para nada!
A nadar chegou a um lago em que passeavam dois belos cisnes que olhavam para ele. O Patinho Feio pensou que o iriam enxotar. Muito assustado, ia esconder a cabeça entre as asas quando, ao ver-se reflectido na água, viu, nada mais nada menos, do que um belo cisne que não era outro senão ele próprio.
Os cisnes desataram a voar e o Patinho Feio fugiu atrás deles.
Quando passou por cima da sua antiga quinta, os patinhos, seus irmãos, olharam para eles e exclamaram:
- Que cisnes tão lindos!

 O Patinho Feio - Roteiro para trabalhar com as crianças

 
 Roteiro de Análise e Debates 
 
 - Discuta com as crianças cada uma das palavras descritivas no texto a que se refere adjetivos e lugares. 
- O patinho era rejeitado porque era feio ou porque era diferente?
- Qual é o conceito de feio.
- Qual é o conceito de diferente.
- Em que  consiste a verdadeira beleza? 
Quando uma pessoa é inteiramente bela? 
- Por que as pessoas valorizam mais a beleza física, que a beleza interior?
 - Como podemos classificar a atitude daqueles que rejeitaram o patinho? 
- Por que a história foi denominada “Patinho feio” e não “Pato feio” ou “Pato diferente”?
- As pessoas quando crescem também se modificam a aparência e os seus atos?   
- O que é solidariedade? 
 - - "Nunca sonhei com tanta felicidade quando era o patinho feio" 
- O que é ser feliz? 
 - O que é sentir vergonha? 
- De que devemos sentir vergonha? 
- Aproveitar e abrir discussões sobre a adoção de crianças no Brasil e ou sobre as crianças que vivem em orfanatos aguardando por uma adoção. Quais os motivos que (talvez) os levaram a essa situação?





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ola...amigas deixem seus comentários ,terei imenso prazer em recebe-los , fiquem a vontade para comentar.bjos.Katia.

Postar um comentário